MANHUMIRIM DETERMINA RESTRIÇÕES MAIS SEVERAS PARA TENTAR FREAR AVANÇO DA COVID-19

Após reunião do Comitê de Combate à Covid-19, na semana passada, a Prefeitura de Manhumirim publicou Decreto 429/2021, nesta segunda-feira, 11 de janeiro de 2021. No documento, o Governo Municipal endurece as normas para evitar a aglomeração e circulação de pessoas e tentar conter o avanço do novo coronavírus.
Manhumirim está vivenciando há dias as dificuldades em conseguir vagas para pacientes graves. Os hospitais de Manhuaçu e Carangola não estão dando conta e moradores tiveram que ser transferidos para Caratinga.
O Prefeito Sérgio Borel emitiu o decreto 429 que estabelece a continuidade do estado de calamidade em saúde pública até 30 de junho de 2021.
O documento ainda determina “a suspensão, a partir de 14 de janeiro de 2021 até 31 de janeiro de 2021, de todos os eventos públicos e privados independentemente do número de pessoas, incluindo festas, comemorações, eventos esportivos, cultos religiosos e eventos congêneres, sob pena de imediata cassação da licença e do alvará de funcionamento e as medidas administrativas cabíveis”.
Além disso, restaurantes e lanchonetes poderão funcionar até 16 horas para servir almoço e lanches. Bebidas alcoólicas estão proibidas em qualquer horário. O delivery é a opção recomendada para as vendas e entrega de refeições e bebidas nas casas dos moradores.
Supermercados, mercados, mercearias, açougues, farmácias e drogarias deverão restrigir a quantidade de pessoas por vez (limitado a espaço e caixas de atendimento).
A medida ainda suspende atividades em academias de ginástica, clubes, feiras, atividades esportivas, espaços públicos, como praças e jardins e academias ao ar livre.
De acordo com o boletim divulgado nesta segunda, Manhumirim soma 19 óbitos (1 está em investigação) e tem 57 pessoas monitoradas (sendo 24 casos ativos).
Redação do Portal Manhumirim.
Foto antiga.
A imagem pode conter: montanha, nuvem, céu, atividades ao ar livre e natureza