HOMEM VAI A PM DIZER QUE NÃO QUER MAIS AGREDIR A NAMORADA E PEDE PARA SER PRESO

Uma agressão à mulher foi descoberta de forma inusitada neste domingo (28), em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Geralmente as denúncias são feitas pelas vítimas ou por alguma testemunha, mas, dessa vez, foi o próprio suspeito, de 35 anos, quem procurou uma companhia da Polícia Militar e pediu para ser preso. Ele saiu de casa dizendo para a mulher que ia comprar bebida alcoólica, no entanto, ele foi até uma companhia da PM e se denunciou.

De acordo com a Polícia Militar o suspeito contou que brigou com sua namorada e que não queria mais agredi-la. Ele ainda pediu que os policiais o prendessem e deu o endereço de onde a mulher estava. Os policiais procuraram então a vítima, uma jovem de 18 anos. Ela contou que realmente tinha sido agredida e que desejava representar contra o suspeito. Os dois foram levados para a Delegacia de Polícia Civil onde o caso foi registrado.

O suspeito disse aos policiais que agrediu a vítima por ter perdido o controle. Segundo os militares registraram na ocorrência, o homem estava com um comportamento bastante alterado. A vítima contou que o companheiro ingeriu muita bebida alcoólica e quando as bebidas acabaram ele queria sair para comprar mais.

Considerando que o companheiro estava se excedendo no consumo de álcool e, sem saber se ele queria comprar drogas também, a mulher pediu que ele não saísse. No entanto, diante da intervenção dela, o supeito ficou bastante agressivo e a empurrou. Familiares da mulher contiveram o agressor. Ele saiu de casa e ao invés de ir comprar a bebida o homem procurou a 40ª Companhia da PM e se denunciou.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que o suspeito foi ouvido e liberado. “Todas as medidas cabíveis estão sendo realizadas. O caso segue em segredo de justiça e mais informações só serão repassadas em momento oportuno”, informou a Polícia Civil. Informações: O Tempo