Gaeco faz operação contra tráfico de drogas e venda de armas na região

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público, faz uma operação contra o tráfico de drogas e comércio de armas na manhã desta sexta-feira (14) em Lorena e Ubatuba. Em Lorena, ao menos três pessoas foram presas na ação, que ainda cumpre mandados em cidades do Rio de Janeiro e Minas Gerais.

A operação é resultado de uma apuração da Polícia Federal do Rio de Janeiro que investigava o crime organizado. Os armamentos eram enviados para a comunidade Nova Holanda, no Complexo da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro.

De acordo com a polícia, um grupo em Lorena foi identificado como parte do esquema que abastecia, além das comunidades no capital do Rio de Janeiro, criminosos no sul fluminense, litoral norte de São Paulo e cidades no sul de Minas Gerais. A operação ainda identificou um segundo núcleo criminoso, parte do esquema, em Juiz de Fora, em Minas Gerais.

Apo todo, a ação cumpre 23 mandados entre prisão e busca e apreensão. Em Lorena, até às 9h ao menos três pessoas foram presas. Outras sete que também eram alvo da operação já cumpriam pena. Os detidos estão sendo apresentados na delegacia de Polícia Civil da cidade. Há presos também Santa Cruz das Palmeiras, no interior de São Paulo, e no Rio de Janeiro.

Além de Lorena, também são cumpridos mandados em Mogi-Guaçu, Santa Cruz das Palmeiras, Mogi-Mirim, Três Rios, Paraty, Juiz de Fora e Betim. Operação é feita em ação conjunta com a Polícia Federal e Gaeco de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.