Cruzeiro concede férias à maioria dos funcionários para tentar diminuir impacto da crise do coronavírus

(Foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Cruzeiro decidiu conceder férias à maioria de seus profissionais, especialmente da área administrativa, de 24 de março até 23 de abril de 2020. A medida foi tomada para evitar mais prejuízos financeiros em função da paralisação geral pela pandemia de coronavírus.
Os funcionários foram informados nesta terça-feira por seus chefes imediatos. A informação, que havia sido ventilada pelo diretor-executivo do clube, André Argolo, foi divulgada inicialmente pelo Hoje em Dia e confirmada pelo Superesportes.
De acordo com o Cruzeiro, o pagamento das férias aos profissionais será realizado no 5º dia útil do mês subsequente ao gozo – em maio, portanto -, e o 1/3 das férias será quitado até a data limite do pagamento do 13º salário de 2020.
A reportagem apurou que apenas cerca de 30% dos profissionais seguirão cumprindo suas atividades. A determinação é de que esse grupo faça home office ou trabalhe em esquema de escala.
Em relação aos atletas, segue o impasse sobre o que o deverá ser feito nos próximos meses, uma vez que não há, até aqui, previsão