Criança feliz é criança que come de forma saudável, expressa seus sentimentos e brinca muito!

O Laboratório São Lourenço, pelo terceiro ano consecutivo, desenvolve seu projeto de PROMOÇÃO DO BEM-ESTAR INFANTIL. Em parceria com as escolas municipais, estaduais e particulares da região, o Laboratório vem construindo um projeto que tem por objetivo contribuir para a formação de uma geração mais saudável e feliz.

A largada nesta empreitada de responsabilidade social com as crianças foi uma campanha de ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Com uma história em quadrinhos envolvente e divertida, o personagem do Laboratório, Lourenção, que encanta crianças e adultos por onde passa, distribuiu em todas as escolas de Manhuaçu e região um gibi com a lição de como crianças podem entrar em “apuros” quando não se alimentam de maneira adequada.

A história estimula a importância de comer bem mas também trabalha aspectos da leitura, imaginação, produção textual e tornou-se uma importante ferramenta de trabalho para professores de alunos de todas as idades.

No segundo ano do projeto, o tema foi: SENTIMENTOS. Com o objetivo de incentivar crianças e adolescentes a expressarem suas emoções através de um jogo totalmente “offline”, o Lourenção voltou às escolas para falar da importância de saber dizer o que sente. Raiva, alegria, tristeza, saudade.

De maneira lúdica, as crianças foram incentivadas a falar sobre o que sentem e darem nomes às emoções. Ponto para um tempo fora dos ambientes digitais e para o estímulo à expressão.

Este ano o projeto está girando em torno do tema: CRIATIVIDADE. Ainda estimulando as atividades manuais, coordenação motora, imaginação, produção de texto, que fomentam tempo de qualidade em família, a campanha de 2019 do Lourenção pelas escolas está focada em ARTE E DESENHO.

As crianças estão participando de um concurso de criatividade onde criam de maneira totalmente livre uma nova personagem para a turma do Lourenção: a Loren. O melhor desenho receberá como premiação um Tablet e a família do vencedor R$1.000 em exames no Laboratório.

De acordo com o Diretor do Laboratório São Lourenço, José Eustáquio, o projeto não termina em 2019, mas ganhará novas etapas nos anos seguintes.
“Nós adotamos, de forma voluntária esta postura, essa responsabilidade de contribuir um pouco que seja na formação de uma geração mais preparada para vida. Comer de maneira saudável, ter equilíbrio emocional e deixar livre a criatividade são habilidades que precisam ser aprendidas, então, alguém deve ensinar. Sabemos que nosso trabalho é uma gota no oceano, mas é de gota em gota que um mar é feito”, afirma o Diretor do Laboratório São Loureço, José Eustáquio.