Adilson diz que Henrique saiu triste do Cruzeiro e abre portas para retorno: ‘Bom caráter’

Técnico disse que volante merece receber uma placa no clube

(Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)

Adilson Batista contava com Henrique para ser um dos líderes do elenco do Cruzeiro em 2020. Entretanto, o volante alegou que precisava sair, pois se entristeceu com muitas coisas erradas que aconteceram no clube. O técnico compreendeu, e o jogador foi emprestado ao Fluminense.

O Henrique saiu daqui triste. O Henrique a gente precisa fazer uma placa para ele. Ele sofreu com pessoas erradas, estava triste com coisas erradas aqui no Cruzeiro. Eu pedi para ele ficar. Ele disse que precisava sair”, disse Adilson, em entrevista.

 

Segundo Adilson, Henrique “volta quando quiser” ao Cruzeiro. “Bom caráter, comprou briga com alguns atletas aqui, que não estavam querendo ajudar o clube. É bom deixar claro. Eu cheguei aqui e vi muita coisa errada”.
Henrique foi contratado pelo Cruzeiro em 2008 justamente por indicação de Adilson Batista. Técnico e meio-campista haviam trabalhado juntos no Figueirense, de 2005 a 2006, e no Jubilo Iwata, do Japão, em 2007.
No começo de sua trajetória pela Raposa, Henrique demorou a ganhar a confiança dos torcedores, também em função do momento melhor de seus concorrentes de posição. Ramires, por exemplo, era volante-artilheiro, enquanto Marquinhos Paraná tinha excelente aproveitamento em passes e desarmes.
Em meio às cobranças dos cruzeirenses, Adilson insistiu com Henrique, até ele se tornar um meio-campista de bom posicionamento e com capacidade de cabeceio e finalização de média distância. De janeiro de 2008 a julho de 2011, o camisa 8 marcou 13 gols em 170 jogos. Entre 2013 e 2019, disputou 346 partidas e balançou a rede 14 vezes.
O próprio Henrique afirmou, em entrevista ao Superesportes no dia 27 de setembro de 2017, que Adilson Batista foi um dos profissionais com quem mais aprendeu na carreira. “O Adílson Batista foi um dos que mais aprendi. Era muito novo, então pude trabalhar com ele por mais tempo. Aprendi muitas coisas com ele”.
Henrique, de 34 anos, já disputou três jogos pelo Fluminense em 2020. A previsão é que ele retorne ao Cruzeiro ao 2021 para cumprir mais um ano de contrato. No dia 12 de janeiro, o experiente jogador publicou mensagem no Instagram para se despedir do clube que mudou sua história de vida.