De pênalti, argentino salva o Vasco de ser eliminado na primeira rodada

 

NO SUFOCO

 

Foi sofrido, mas o Vasco conseguiu avançar para a segunda fase da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira, em Juazeiro. Isso porque o gol do empate em 2 a 2 com a Juazeirense só foi conseguido aos 43 minutos do segundo tempo através de uma cobrança de pênalti de Maxi López. O jogo ainda ficou paralisado por 26 minutos por falta de luz nos refletores.

Comemoração Juazeirense x Vasco

(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

 

O Vasco começou levando sufoco da Juazeirense, que está acostumada a jogar com a péssima condição do gramado. Porém, o o time carioca que abriu o placar com Yan Sasse. Mesmo na frente, o Vasco não dominou o jogo e viu o adversário assustar em várias situações, tanto que Fernando Miguel pode ser considerado um destaques do jogo. A Juazeirense voltou para o sengundo com a mesma vontade e conseguiu empatar logo aos cinco minutos, com Baloteli.

.

O atacante passou fácil por Cáceres e bateu no canto. Aos 16, parte dos refletores do Estádio Adauto Moraes se apagou, e o jogo foi paralizado por 26 minutos. Na volta, teve a virada dos donos da casa. Castán segurou a camisa do rival na área: pênalti. Nino Guerreiro cobrou e fez. O Vasco foi com tudo ao ataque e conseguiu empatar aos 43, após cobrança de pênalti de Maxi López.

 

# Compartilhe...FacebookTwitterGoogle+LinkedInPinterestEmail