No começo da semana, negativas. “Está acertado com o Flamengo” – é o que falavam pessoas da diretoria do Cruzeiro sobre Fred. Na quarta-feira, o interesse foi oficializado do Paraguai, antes do sorteio da Libertadores. Mas ainda sem proposta. Na quinta-feira, uma reunião secreta em Belo Horizonte entre Itair Machado, vice-presidente de futebol, e o empresário do atacante para saber as condições. No sábado, uma rápida reunião, em Belo Horizonte, desta vez com a presença do camisa 9, para o acerto de contrato de três anos: Fred voltava ao clube do coração após 12anos.

Fred assinou contrato com o Cruzeiro em uma manhã de sábado (Foto: Divulgação / Cruzeiro)Fred assinou contrato com o Cruzeiro em uma manhã de sábado (Foto: Divulgação / Cruzeiro)

Por meio de Fred, o GloboEsporte.com narra alguns momentos que antecederam a confirmação que ocorreu no dia 23 de dezembro, presente de Natal antecipado para a torcida cruzeirense.

 

Malas prontas

 

Fred já estava acertado com um clube do Catar, em uma proposta que era boa financeiramente para o jogador. Ele já havia conseguido uma rescisão amigável com o Atlético-MG, mas com um cláusula que ainda rende polêmica. Não houve até o momento a definição se a multa de R$ 10 milhões será paga.

Fred disse que já estava de malas prontas para ir para o Catar (Foto: Divulgação/ Cruzeiro)Fred disse que já estava de malas prontas para ir para o Catar (Foto: Divulgação/ Cruzeiro)

- Eu já estava praticamente de malas prontas, de passagem marcada para ir o exterior. Quando pintou a oportunidade, centralizei as forças novamente no Cruzeiro. Toda a minha família sabia do meu desejo do coração.

 

Negociação rápida e mensagem do parça

 

No sábado pela manhã, já com o presidente de volta do Paraguai, Fred se reuniu no escritório do seu agente na zona Centro-Sul de Belo Horizonte com Itair Machado e Wagner Pires. Segundo Fred, a reunião não demorou nem uma hora. Ele ainda recebeu uma mensagem do companheiro Thiago Neves no meio da conversa.

Fred contou sobre os detalhes da reunião no sábado, 23 (Foto: Futura Press)Fred contou sobre os detalhes da reunião no sábado, 23 (Foto: Futura Press)

- Quando sentei para conversar com o Itair, foram 30 minutos de conversa para resolver o negócio. Foi um negócio muito simples. A gente estava conversando com o Itair, e o Thiago (Neves) me mandou uma mensagem para mim. Perguntei para o Itair se ele tinha falado alguma coisa com ele, porque era uma coisa bem secreta ainda. Ele disse que não falou nada. Era um negócio bem estranho. Mas ele disse que ia dar tudo certo, porque ele viu que eu estava saindo, estava ficando sem clube. E ele já falou: vem para cá, precisamos de você e tal.

 

Cruzeirense de criança

 

Fred também contou sobre sua infância e disse que, quando passou a morar em Belo Horizonte, começou a frequentar mais o Mineirão.

Fred foi apresentado como reforço do Cruzeiro na última quinta (Foto: Gabriel Duarte)Fred foi apresentado como reforço do Cruzeiro na última quinta (Foto: Gabriel Duarte)

- Eu lembro que eu era cruzeirense. Foi assim, minha mãe faleceu aos sete anos, e eu era fanático. Vim para BH, onde ela fez o tratamento de câncer, e no meio do tratamento, fui morar na casa da minha avó. Lembro que o meu tio Rogério, que sofreu durante um ano quando eu estava no outro clube, ficou deitando no grupo da família, feliz da vida. Ele me colocava na moto e me levava. Até 12 anos, não pagava no Mineirão naquela época, e agora eu não me recordo de entrar em campo, mas eu sempre ia.

Com contrato por três temporadas, Fred tem a meta de tentar o título da Libertadores, que seria inédito em sua carreira.

# Compartilhe...FacebookTwitterGoogle+LinkedInPinterestEmail