O Campeonato Brasileiro 2018 terminou com dois novos líderes no ingrato ranking de rebaixamento da história da competição. Vitória, rebaixado com antecedência, e América-MG caíram da Série A para a Série B pela sexta vez, número recorde. O Sport chegou a sua quinta queda, enquanto o Paraná teve a terceira.

Luan lamenta pênalti perdido no jogo que marcou o sexto rebaixamento do América-MG — Foto: Andre DurãoLuan lamenta pênalti perdido no jogo que marcou o sexto rebaixamento do América-MG — Foto: Andre Durão

 

Veja abaixo a lista completa:

 

Lista de rebaixados na história da Série A

nº de rebaixamentos clubes
6 Vitória e América-MG
5 Goiás, Santa Cruz e Coritiba, Sport
4 Paysandu, Fortaleza, Náutico e Criciúma
3 Vasco, América-RN, Guarani, Atlético-PR, Portuguesa, Bahia, Joinville, Figueirense, Avaí, Ponte Preta e Paraná (já contando 2018)
2 Fluminense, CSA, Ferroviário, Mixto, Desportiva Ferroviária, União São João, Bragantino, Botafogo-SP, Gama, Grêmio, Juventude, Palmeiras, Botafogo, Ceará e Atlético-GO
1 Corinthians, Internacional, Itabaiana, Nacional-AM, River-PI, Taguatinga, Brasília, Galícia, Juventus-SP, Moto Club, Rio Branco-ES, Treze, America-RJ, Bangu, Inter de Limeira, São José-SP, Remo, Atlético-MG, Brasiliense, São Caetano, Ipatinga, Santo André e Grêmio Prudente
Fonte: GloboEsporte.com

Vitória e América-MG têm também o recorde da era dos pontos corridos – foram 4 desde 2003. Em seguida, aparecem Coritiba, Figueirense, Ponte Preta, Sport e Vasco, com três.

Os rebaixados ano a ano

ano equipes rebaixadas
2018 Sport, América-MG, Vitória e Paraná
2017 Coritiba, Avaí, Ponte Preta e Atlético-GO
2016 Internacional, Figueirense, Santa Cruz e América-MG
2015 Avaí, Vasco, Goiás e Joinville
2014 Vitória, Bahia, Botafogo e Criciúma
2013 Portuguesa, Vasco, Ponte Preta e Náutico
2012 Sport, Palmeiras, Atlético-GO e Figueirense
2011 Atlético-PR, Ceará, América-MG e Avaí
2010 Vitória, Guarani, Goiás e Grêmio Prudente
2009 Coritiba, Santo André, Náutico e Sport
2008 Figueirense, Vasco, Portuguesa e Ipatinga
2007 Corinthians, Juventude, Paraná e América-RN
2006 Ponte Preta, Fortaleza, São Caetano e Santa Cruz
2005 Coritiba, Atlético-MG, Paysandu e Brasiliense
2004 Criciúma, Guarani, Vitória e Grêmio
2003 Fortaleza e Bahia
2002 Portuguesa, Palmeiras, Gama e Botafogo
2001 Santa Cruz, América-MG, Botafogo-SP e Sport
1999* Gama, Paraná, Juventude e Botafogo-SP
1998 América-MG, Goiás, Bragantino e América-RN
1997 Bahia, Criciúma, Fluminense e União São João
1996* Fluminense e Bragantino
1995 Paysandu e União São João
1994 Remo e Náutico
1993 América-MG, Ceará, Coritiba, Santa Cruz, Atlético-PR, Goiás, Fortaleza e Desportiva Ferroviária
1992* Náutico e Paysandu
1991 Grêmio e Vitória
1990 São José-SP e Inter de Limeira
1989 Atlético-PR, Guarani, Sport e Coritiba
1988 Bangu, Santa Cruz, Criciúma e America-RJ
1983** Paysandu, Fortaleza, Joinville, CSA, Ferroviário, Mixto, Brasília, Galícia, Juventus-SP, Moto Club, Rio Branco-ES e Treze
1982** Vitória, Goiás, América-RN, Joinville, CSA, Ferroviário, Mixto, Desportiva Ferroviária, Itabaiana, Nacional-AM, River-PI e Taguatinga
Fonte: GloboEsporte.com

* em 1992, 1996 e 1999 houve equipes rebaixadas, mas a regra acabou alterada para o ano seguinte e elas acabaram permanecendo na elite

** em 1982 e 1983 os rebaixados jogaram a Série B no mesmo ano, com chance de voltar à Série A do ano seguinte

obs.: entre 1984 e 1987 não houve rebaixamento, assim como em 2000, na Copa João Havelange, e nos anos anteriores a 1982

pp21

# Compartilhe...FacebookTwitterGoogle+LinkedInPinterestEmail