Os vídeos que estão circulando nas redes sociais repercutiram em todo o País e mostram um grupo, com pelo menos seis homens, praticando um ato bárbaro de maus tratos contra um cachorro. Como mostram as imagens, os envolvidos no ato cruel estão consumindo bebidas alcoólicas e não se preocupam em esconder os rostos e a todo tempo soltam gargalhadas antes de começarem a crueldade. O grupo segura um cachorro e, na sequência, um dos indivíduos pergunta quem irá castrar o animal. Depois de alguns segundos de agressão um dos homens saca da cintura, o que aparenta ser um canivete, e começa a efetuar o corte a sangue frio das partes íntimas do cachorro, as cenas são fortes e precisaram ser censuradas. De acordo com testemunhas, tudo aconteceu durante a noite de quarta-feira (10/01), no Córrego do Valão, em Tabajara, distrito de Inhapim.

Conforme apurado pelo jornalismo do SC, dois animais foram vítimas de maus tratos pelo grupo. Os cachorros Spike e Bill. Ambos foram castrados de forma cruel. A dona dos animais realiza os cuidados necessários, eles sobreviveram e estão sendo tratados com antibióticos.

A Médica Veterinária, Camila Assis, nem se quer conseguiu assistir o vídeo e só de falar sobre os maus tratos ela se emocionou. Para ela, o procedimento de castração foi totalmente inadequado e colocou em risco a vida do animal.

De acordo com as postagens realizadas nas redes sociais, o grupo que aparece no vídeo foi identificado pelos próprios moradores de Tabajara, porém, um boletim de ocorrência ainda não foi registrado. Nossa equipe de Jornalismo estrou em contato com a Polícia Militar de Meio Ambiente durante esta segunda-feira (15/01), através de contato telefônico um militar relatou que uma equipe será enviada à zona rural para tomar as devidas providências.

26940729_585414635127022_1973414542_n Sequence 02.00_11_17_23.Still564 26913960_585414578460361_1595541755_n

# Compartilhe...FacebookTwitterGoogle+LinkedInPinterestEmail